Bitseal

sexta-feira, março 02, 2007

Nova lei do tabaco

A venda de tabaco ficará proibida a menores de 18 anos (actualmente é proibida a menores de 16 anos) e exigirá um controlo «muito rigoroso» da venda através de máquinas automáticas.

O fumo será totalmente proibido em transportes públicos, estabelecimentos de saúde e escolas.

Nos estabelecimentos de ensino, até à universidade, o fumo será totalmente proibido, incluindo nos espaços ao ar livre. Nas faculdades, será permitido fumar nos espaços ao ar livre.

Fumar em locais como centros comerciais só será permitido em locais próprios, autorizados para o efeito.

Em relação aos locais de trabalho, a futura legislação prevê a proibição do fumo, excepto em locais próprios.

Esta é a nova lei que foi aprovada, falta agora saber se irá ser cumprida pelo teimoso português

A lei do tabaco é contestada pelos proprietários de bares e discotecas que consideram que as novas regras levarão ao afastamento da clientela e aumentaram os conflitos nestes locais.


Falam que diminuirá o turismo e afastará a maioria dos frequentadores, mas que eu saiba a lei já existe em vários países de onde são oriundos os turistas e os frequentadores, mas também é uma verdade que o local deveria poder optar isto se tiver uma maioria de clientes fumadores assim como é feito em Espanha o estabelecimento escolhe se fica para fumadores ou livre de fumo.

Acho que apenas falta mesmo aprovar aquela que seria a lei mais dura e realista do tabaco que seria a não comparticipação dos tratamentos a doentes que desenvolvessem patologias associadas ao consumo de tabaco. Uma vez que a patologia fosse provada estar associada ao consumo do tabaco o estado não gastaria um cêntimo a tentar reabilitar a saúde do individuo. Eu considero isto justíssimo para todos, afinal porque haverão os contribuintes de sustentar um viciado que quando tinha saúde dizia "eu fumo quando quiser, onde quiser e ninguém tem nada haver com isso e estou consciente dos problemas associados ao tabaco, não é por isso que vou largar." O mesmo direi do álcool e drogas recreativas, afinal são coisas que não são necessárias fisiologicamente, só consome quem quer, toda a gente ja sabe quais as repercussões, porque temos todos que ser hipócritas e pagar pelos erros dos outros?
É o mesmo que alguém cometer um crime e irmos todos para a cadeira pelo que o individuo fez. Alem de que o $ gasto a tratar esta cambada poderia ser investido em quem realmente precisa ou a desenvolver novas terapias ou ser investido em investigação. Mas não, em vez disso há que tratar do coitadinho que não tem culpa de fumar, a sociedade é que é a culpada...

Como dizia um certo conhecido do mundo do futebol "é o sistema".


Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial