Bitseal

quinta-feira, novembro 23, 2006

Educação sexual II

Será que apenas os adolescentes e os jovens é que precisam de aprender a ter uma sexualidade segura?
Pelos dados que existem parece que os adultos também, senão vejamos, a taxa de SIDA em Portugal é cada vez maior entre os 15 e 25 anos e a partir dos 50, são dados preocupantes e dos quais se pode concluir duas coisas:

  • o casamento virou monotonia e já não funciona (isto se o individuo já não é divorciado);
  • excessiva confiança ou ignorância.

Muitos casais vivem com problemas sobretudo pela sexualidade que praticam, já não há nada de novo para descobrir, o dia-a-dia tornou-se pesado e monótono, tentam apenas manter as aparências do casal perfeito que não tem problemas, para não se divorciarem. Começam então a recorrer a serviços extra-conjugais e pensam "já sou velho/a já nada me pode acontecer" depois contaminam o parceiro/a e por ai fora... Mais uma vez o tabu impera, aquilo que eram capazes de praticar enquanto jovens, deixam de o ser capazes após o casamento, com o nascimento dos filhos as coisas tornam-se ainda piores com a criação de grandes complexos e o medo de ser apanhado a meio da relação pelos filhos. Os pais deixam de ter tempo para namorar e esqueçem toda essa afectividade que os uniu inicialmente.
A necessidade de recorrer a terapeutas sexuais é grande, esta talvez seja a profissao no futuro com maiores oportunidades no mercado de trabalho, mas não depende do terapeuta sexual dar outra oportunidade, depende sim do casal ter coragem para experimentar novos caminhos e explorar a sexualidade.

Penso que seria óptimo para inúmeros casais e solteiros adultos, em horários pós-laboral poderem ter acesso a palestras sobre sexualidade segura e como explorar a sexualidade combatendo a monotonia e evitando relações extra-conjugais. E principalmente combater o tabu imposto ao longo dos tempos. Por norma quanto mais velho for o casal ou o individuo maior é o numero de mitos e tabus interiorizados que possui, como ninguém nasce ensinado ao menos umas palestras leves e extremamente informativas seriam úteis para reduzir ou mesmo acabar com a vergonha dos números crescentes relativos a SIDA e outras DST's.

Etiquetas:

1 Comentários:

  • bem, já parecias um sexólogo a "falar" lol, mas concordo c o q ue li. e a parte de os adultos com mais de 50 anos estarm muito sujeitos ás doenças sexualmente transmissíveis é cada vez mais notável pois recorrem muitas vezes a prostitução e até há casos em que as prositutas sabem que estão infectadas e mesmo assim não tomam precauções , muitas vezes, por vingança, por as terem contaminado tb... bjs, regina

    Por Anonymous Anónimo, Às terça-feira, julho 31, 2007 1:58:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial